BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, Mulher, de 36 a 45 anos
MSN - bianadf@hotmail.com

 

   

    UOL
  UOL SITES
  Adoro Fazer Amigos
  Afrodite
  Anink Marink
  Asterix
  A tonga
  O Avesso da Palavra
  Chance
  Devaneios de Amor
  dia de Crises
  Dilemas de Uma Rosa
  Ecos da Mente
  Fel
  Felicity Craft
  Hgasolim
  Do outro Lado das Teclas
  Magra Emergente
  Menage à Trois
  Morcego no Ar
  Mundo Cruel
  No one Knows
  Pequenos Instantes
  Pequi Up
  Quase memória
  simplesmente Lolli
  solidariedade
  trakineiros
  Lili Carabina
  Metaphoras
  Letras ao Acaso
  Embaixatriz do Brasil
  Sapatinhos Vermelhos
  Janelas Abertas
  Quase Terminado
  kikah


 

    28/05/2006 a 03/06/2006
  19/03/2006 a 25/03/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  24/04/2005 a 30/04/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  21/11/2004 a 27/11/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004
  10/10/2004 a 16/10/2004
  26/09/2004 a 02/10/2004
  19/09/2004 a 25/09/2004
  12/09/2004 a 18/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  22/08/2004 a 28/08/2004
  15/08/2004 a 21/08/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  01/08/2004 a 07/08/2004
  25/07/2004 a 31/07/2004
  18/07/2004 a 24/07/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  20/06/2004 a 26/06/2004
  13/06/2004 a 19/06/2004
  06/06/2004 a 12/06/2004
  30/05/2004 a 05/06/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  16/05/2004 a 22/05/2004
  09/05/2004 a 15/05/2004
  02/05/2004 a 08/05/2004
  25/04/2004 a 01/05/2004
  18/04/2004 a 24/04/2004
  11/04/2004 a 17/04/2004
  04/04/2004 a 10/04/2004
  28/03/2004 a 03/04/2004
  21/03/2004 a 27/03/2004
  14/03/2004 a 20/03/2004
  07/03/2004 a 13/03/2004
  29/02/2004 a 06/03/2004
  22/02/2004 a 28/02/2004
  15/02/2004 a 21/02/2004
  08/02/2004 a 14/02/2004


 

   

   


 
 
Arabella Bella



Amaram um amor urgente...

Arabella e Gabriella se divertiram muito aquela noite. Aliás, era sempre assim quando as duas se encontravam. Raras as vezes que se esbarravam, mas, quando acontecia, se esbaldavam. Beberam...

Pediram o melhor vinho tinto seco que conheciam e fizeram dele seus votos e brindes aos melhores momentos da vida. Arabella adorava vinho tinto seco. Sentia um prazer daqueles difíceis de descrever. Uma satisfação de degustar algo feito para tal. Fazia isso também com a companhia de Gabriella. Com a amiga, podia ser o que bem entendesse. Estava clean, sem dramas, sem amarras. Se entendiam, se complementavam e se desnudavam. Eram amigas, irmãs e cúmplices...

Amaram o amor serenado/Das noturnas praias/Levantavam as saias

E se enluaravam de felicidade/Naquela cidade/Que não tem luar

Duas taças de vinho e a leveza de encontrar-se com seus sentimentos e desejos. Arabella chamou Gabriella para dançar. Não tinha pudor. Não poderia ter. Olhava nos olhos da amiga e sentia um carinho terno e saudável.

- Não posso me recriminar pelos bons sentimentos. Nada do que é bom pode ser danoso. Nada! Repetia para si mesma, enquanto observava a amiga. E dançavam...

Dançavam embaladas na melodia de seus olhares. Fitavam-se. O mundo parou em volta...

Avelar, do balcão, observava feliz o bem estar da amiga que, ultimamente andava tão cabisbaixa, quieta, sumida...

Amavam o amor proibido/Pois hoje é sabido/Todo mundo conta

Grávida de lua/E outra andava nua/Ávida de mar

Antunes chegou e Arabella mal percebeu. Com o vilolão debaixo do braço, passou rente à ella e ainda fez uma brincadeirinha picante...

- Vocês duas dançando assim... não sei não. Será um crime interromper a música...

Arabella, que estava de olhos fechados, abriu o canto do olho esquerdo e viu sua ex-paixão de soslaio. Soltou uma risadinha e jogou os braços para cima num movimento lento e lânguido. Ignorou o comentário do amigo...

E foram ficando marcadas/Ouvindo risadas, sentindo arrepios/

Olhando pro rio tão cheio de lua/E que continua/Correndo pro mar

Gabriella adorou e também jogou seus braços, só que para os lados. Rodopiou...

As duas roubavam a cena. O momento era sublime, pediram mais vinho...

Antunes sentou-se em seu banquinho. Recolheu-se á sua insignificância do momento e reverenciou a coreografia das duas.

A iluminação do ambiente, mais intimista e noir, produzia frames inesquecíveis para a platéia atenta.

E foram virando peixes/Virando conchas/Virando seixos/Virando areia/Prateada areia/

Com lua cheia/E à beira-mar

///~..~\\\

 



Escrito por Arabella às 16h44
[   ] [ envie esta mensagem ]





[ ver mensagens anteriores ]